Notícias

AGU vai ao Supremo contra liminar que suspende posse de ministra do Trabalho

A Advocacia-Geral da União (AGU) informou nesta terça-feira (9) que vai pedir ao Supremo Tribunal Federal (STF) a suspensão da decisão liminar que impede a posse da deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ) como Ministra do Trabalho. Cristiane foi indicada na semana passada pelo PTB para assumir o ministério.

 

A posse da nova ministra estava prevista para a tarde desra terça-feira (09), mas uma ação popular foi movida após a revelação de que a deputada do PTB foi condenada a pagar R$ 60 mil por dívidas trabalhistas com dois ex-motoristas. A Justiça Federal do Rio suspendeu, em decisão provisória (liminar) a posse.

 

A AGU recorreu junto ao TRF-2, mas o desembargador Guilherme Couto de Castro negou o recurso na tarde desta terça. Com a decisão de tentar suspender os efeitos da liminar no STF, o Palácio do Planalto informou oficialmente que irá aguardar a análise do pedido para definir se discute com o PTB a indicação de outro nome para assumir o Ministério do Trabalho. "Vamos aguardar a decisão judicial", afirmou o ministro Moreira Franco.

 

O presidente Michel Temer se reuniu na tarde desta terça com Cristiane, Jefferson e o líder do PTB na Câmara, deputado Jovair Arantes (PTB-GO). Ao blog do colunista do G1 Gérson Camarotti, Arantes afirmou que o partido mantém a indicação de Cristiane. "Cristiane Brasil continua sendo o nome do partido para o Ministério do Trabalho. Agora a questão está na Justiça", disse o deputado. Informações do G1


Categorias

Justiça




Classificados


Enquete



Mais Lidas