Notícias

Madrugada sangrenta no Rio com arrastões e uma execução dentro de ambulância

Sem freio, a guerra no Rio de Janeiro avança e desde sexta-feira (2), oito pessoas foram mortas só na Região Metropolitana carioca. Segundo matéria do site G1-Rio, pouco antes da meia noite, um homem morreu depois de ser metralhado dentro de uma ambulância na porta do Hospital Albert Schweitzer, em Realengo, na Zona Oeste.

 

Segundo a publicação do G1, Mikael Barbosa da Cruz estava recebendo atendimento, por volta das 23h40, quando criminosos ordenaram que os profissionais saíssem da ambulância e efetuaram os disparos. Mais de 15 tiros atingiram a vítima e o veículo. Os crimes seguiram pela madrugada com roubos e tiros.

 

Na Avenida Brasil, uma das principais vias da cidade, quatro motoristas foram assaltados e uma das vítimas tentou fugir, quando os criminosos atiraram no veículo. Na Rua Vinte e Quatro de Maio, bandidos também assaltaram motoristas na altura do bairro Rocha, por volta de 0h50. Segundo algumas vítimas, os criminosos estavam armados com fuzis e levaram todos os pertences, mas não os veículos segundo informações do G1.

 

Ainda conforme o G1-Rio, também na madrugada do sábado (3), criminosos em um carro roubado atiraram contra policiais durante abordagem na avenida Ayrton Senna, na Barra da Tijuca. Ninguém ficou ferido. Os bandidos bateram contra a mureta de um viaduto e conseguiram fugir pela mata. O veículo foi recuperado. Com a execução em frente ao hospital, chega a oito o número de mortos na Região Metropolitana do Rio de Janeiro desde sexta-feira (2). O número de baleados chegou a 16.


Categorias

Violência




Classificados


Enquete



Mais Lidas