Notícias

Temer diz na TV que vai respeitar decisão sobre Cristiane Brasil

O presidente Michel Temer afirmou, em entrevista à Band exibida na noite de terça-feira (6) que mantém a indicação de Cristiane Brasil (PTB-RJ) para o Ministério do Trabalho e que respeitará a decisão final da Justiça. A nomeação da deputada foi barrada por uma sequência de decisões judiciais e está nas mãos do Supremo Tribunal Federal.

 

"Evidentemente, eu vou obedecer o que o Judiciário acabar decidindo", disse Temer. O presidente defendeu a prerrogativa de o presidente da República nomear ministros e comparou a situação da deputada, que é alvo de processos trabalhistas, com a de um ministro dos Transportes que tenha recebido multas de trânsito ou a de um ministro da Saúde que fume.

 

"Eu estou caricaturando um pouco para demonstrar que até ao nomear eu posso cometer um eventual equívoco administrativo. O que não posso cometer é equívoco jurídico. É por isso que, ao utilizar a competência privativa, como disse, do presidente da República, eu fiz o correto." Michel Temer declarou em entrevista não se arrepender de ter escolhido Cristiane Brasil para o cargo segundo informações do Estadão Conteúdo.

 

Na entrevista à Band, o presidente prometeu soluções para evitar que as distribuidoras de combustíveis repassem ao consumidor apenas os aumentos que saem das refinarias. "Agora, nós estamos vendo fórmulas jurídicas de como obrigar, quando haja a redução do preço do combustível, que também isso repercuta na bomba." Temer disse esperar para "logo" dar uma solução para o problema.


Categorias

Política




Classificados


Enquete



Mais Lidas