Notícias

Jaguarari: Ministério Público pede afastamento de prefeito por fraude em São João

O Ministério Público de Jaguarari, pediu afastamento do prefeito da cidade, Everton Carvalho Rocha (PSDB), por 180 dias. A ação do promotor Igor Clóvis Miranda aponta fraudes em licitações referentes aos festejos juninos de 2017. À época, o município estava com decreto de emergência em vigor, o que recomendaria gastos reduzidos.

 

A festa, que durou cinco dias, despendeu mais de R$ 2,5 milhões em despesas com atrações artísticas e estrutura do evento. Entre os contratados, figuravam o cantor Leonardo. O prefeito é acusado pelos crimes de improbidade administrativa, dano ao Erário, enriquecimento ilícito e violação aos princípios administrativos.

 

O promotor ainda pediu o afastamento dos funcionários comissionados Joana Salete Bernardino, José Tarcísio Marques de Melo, Eliane Costa da Silva (tesoureira), Eliene Fonseca Neiva (caso continue a ocupar cargo público ou mantenha qualquer espécie de vínculo com o Município de Jaguarari) e Juraleson Leite Santos (ex-secretário de educação). Uma empresa, identificada como T N Vieira Entretenimento também foi acionada na Justiça.


Categorias

Bahia




Classificados


Enquete



Mais Lidas