Notícias

Garoto de 2 anos é internado com sinais de agressão após ficar com padrasto na Bahia

Um homem é procurado pela polícia suspeito de agredir o enteado, um garoto de 2 anos em Barra da Estiva, no sudoeste da Bahia. De acordo com a Polícia Civil, o homem teria dito para a mãe do menino que ele caiu da cama após sofrer uma convulsão. A situação ocorreu na quarta-feira (11). O homem é natural da cidade de Cubatão, em São Paulo.

 

Segundo a polícia, o suspeito, identificado como Rafael Cires Ferreira, tomava conta do garoto enquanto a mãe estava trabalhando. O homem enviou uma mensagem para a mulher infomando sobre a suposta queda. A mulher voltou para casa e, juntos, eles levaram o meninino para o Hospital Municipal de Barra da Estiva.

 

Ao chegar na unidade de saúde, conforme a polícia, o suspeito pediu R$ 100 para a mãe do menino, com a justificativa de que compraria remédios para a criança, e, em seguida, fugiu. Após encontrar marcas roxas no corpo do garoto, a equipe médica do hospital desconfiou, e acionou a polícia e o Conselho Tutelar da cidade. Por conta da gravidade dos ferimentos, o menino foi transferido para o Hospital Geral do Estado (HGE), em Salvador.

 

No entanto, não há detalhes sobre o estado de saúde da criança. Conforme a polícia, o suspeito e a mãe da criança estavam juntos há 3 meses. O caso, segundo a polícia, está sendo tratado como tortura.


Categorias

Violência




Classificados


Enquete



Mais Lidas