Notícias

Briga de casal pode ter dado origem ao incêndio em prédios de São Paulo

O incêndio que provocou o desabamento de um prédio no Largo do Paissandu, no centro de São Paulo, na madrugada de terça-feira (1º), pode ter sido causado por uma briga de casal, segundo o jornal O Globo. A reportagem conversou com Gabriel Archangelo, 21 anos que testemunhou o momento em que um casal discutia.

 

A briga aconteceu no quinto andar, local onde as chamas começaram. Embora fosse proibido, eles cozinhavam com álcool como combustível. O marido colocava mais líquido na fogueira quando a mulher o empurrou. Ainda segundo o jornal, as roupas dos dois pegaram fogo. Eles arrancaram tudo do corpo e desceram nus com os filhos pela escadaria.

 

Gabriel avisou à mãe para levar seus 11 irmãos para baixo e correu até o décimo andar berrando “fogo, fogo!” “Não deu tempo de todo mundo sair. Não deu”, lamenta Archeangelo, enquanto abria uma garrafa de vinho. “É o que sobrou para fazer”. O incêndio atingiu outros prédios no entorno da antiga sede da PF. Entre eles, a Igreja Martin Luther teve sua estrutura danificada. O templo é a primeira paróquia evangélica luterana da capital.

 

O prédio que desabou era ocupado pelo movimento LMD (Luta por Moradia Digna). Segundo a prefeitura, cerca de 150 famílias com 400 pessoas que moravam no local haviam sido cadastradas anteriormente pela Secretaria de Habitação. Destas, 25% eram de estrangeiros. Depois do incêndio, 92 famílias, com 248 pessoas, foram encaminhadas a abrigos pela prefeitura.

 

A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros dizem que somente a perícia poderá confirmar as causas do incêndio. Bombeiros buscam por desaparecidos, moradores dizem que havia pessoas no topo do prédio no começo do incêndio. Foram enviados 160 agentes e 57 carros do Corpo de Bombeiros para a ocorrência, além de unidades da Polícia Militar, Samu, CET e Defesa Civil.


Categorias

Acidente




Classificados


Enquete



Mais Lidas