Notícias

Vera Cruz: Materiais coletados em cratera misteriosa serão analisados na Alemanha

Materiais coletados na cratera que se abriu misteriosamente perto de uma vila na Ilha de Vera Cruz, serão analisados por cientistas na Alemanha, com a finalidade de determinar as causas da formação do buraco. A cratera fica no meio de uma mata nativa na localidade de Matarandiba. e está a cerca de 1 km do local onde vivem os moradores.

 

De acordo com a Dow Química, responsável pela área onde a cratera surgiu, o que será feito no país europeu é o estudo geomecânico do buraco, que consiste na análise de dados geológicos que serão modelados em um software de alta precisão para avaliar o estresse do subsolo e entender a origem da erosão.

 

A Dow utiliza a região para extração de salmora, uma mistura de água e sal usada na fabricação de produtos químicos. O material foi enviado para o Instituto de Geomecânica da Alemanha. A previsão é que o resultado saia em quatro a seis meses. A mais recente medição, realizada pela empresa em 8 de junho, mostrou que a cratera tem 71,7 metros de comprimento por 29,7 metros de largura e profundidade é 45,4 metros segundo informações do G1.

 

A medida representa um crescimento de 2,7 metros no comprimento do buraco, enquanto a largura permanece praticamente inalterada. A erosão foi descoberta pela própria empresa há 22 dias, durante um trabalho de rotina. A empresa diz que trata-se de um fenômeno geológico conhecido como "vazio subterrâneo".

 

Afirma que o aumento do comprimento da cratera é esperado, uma vez que, sob o ponto de vista técnico, a tendência é que materiais localizados nas bordas caiam na cratera. Por outro lado, isso faz com que a profundidade diminua. Ainda de acordo com a Dow, uma equipe de especialistas está estudando a cratera, chefiada por um geólogo norte-americano da Dow.


Categorias

Recôncavo




Classificados


Enquete



Mais Lidas