Notícias

Apelido de Correria é levado à risca por Rui às vésperas de impedimentos eleitorais

Dentre algumas características marcantes da atual administração do governador Rui Costa (PT) na Bahia está o apelido peculiar que a Secretaria de Comunicação conseguiu atrelar a ele. O “Correria” está até na camisa utilizada pelo governador para torcer para o Brasil nos jogos da Copa do Mundo da Rússia segundo o RBN Digital.

 

A alcunha pegou e os aliados gostam de usar o “Correria” para se referir a Rui Costa com frequência. No entanto, nas duas últimas semanas, o governador resolveu seguir ao pé da letra o apelido e acelerou o processo de assinaturas de ordens de serviços, entregas de obras e equipamentos e atos de inauguração.

 

A medida provocou polêmica inclusive com a inauguração do Sistema Integrado de Abastecimento de Água de Campo Alegre de Lourdes, alvo de críticas da oposição após a Codevasf assegurar que as intervenções não estavam finalizadas. A intensificação da agenda de Rui Costa não é meramente o resultado do trabalho desenvolvido ao longo dos últimos meses. Faz parte do calendário político-eleitoral e não há qualquer ilegalidade nisso.

 

Por obrigação do calendário das eleições de 2018, um governador em exercício só pode participar de atos solenes de inaugurações, entrega de equipamentos e obras e assinaturas de ordens de serviço até 90 dias antes do dia D do pleito. Portanto, Rui só tem até o dia 7 de julho para fazer essas “entregas” e garantir o espaço midiático que as iniciativas proporcionam.

 

Somente nesta quinta e sexta-feira, o governador inaugura nova UTI no Hospital Roberto Santos, uma nova sede para o Batalhão de Policiamento em Eventos, a nova Sala do Coro do Teatro Castro Alves, o novo Hospital Couto Maia e entrega tratores e ônibus escolares às prefeituras.

 

São algumas das agendas previstas para o petista às vésperas do prazo limítrofe para esse tipo de ação. A data-limite, todavia, não terá atos de Rui enquanto governador. Haverá a reserva para uma agenda política, o início mais formal da campanha eleitoral da tentativa de reeleição do atual morador do Palácio de Ondina.

 

Até lá, no entanto, vai sobrar correria para tentar ocupar os espaços midiáticos disponíveis. Pelo menos enquanto a campanha eleitoral não começa oficialmente – já que extraoficialmente ela foi iniciada desde a vitória de Rui na eleição de 2014. Este texto integra o comentário desta quinta-feira (5) para a RBN Digital, veiculado às 7h e às 12h30, e para as rádios Excelsior, Irecê Líder FM e Clube FM.


Categorias

Eleições 2018




Classificados


Enquete



Mais Lidas