Notícias

Investigado, Michel Temer revela qual seu maior medo caso seja preso

O presidente da República Michel Temer revelou qual seu maior medo caso seja preso. A informação é do colunista Ricardo Noblat, da revista Veja. Conforme a publicação, o presidente conversou com um amigo sobre as dificuldades com a Justiça que poderá enfrentar depois que deixar o cargo e, assim, perder o foro privilegiado.

 

“Sou inocente. Não tenho medo de ser preso e não serei”, teria afirmado Temer, segundo o relato, para logo em seguida acrescentar: “Mas se eu for preso, meu medo é perder Marcela”, teria dito o presidente. Temer é investigado em seis inquéritos. Um por suposto favorecimento à empresa Rodrimar, que atua no Porto de Santos.

 

Outra investigação da Polícia Federal apontou que Temer e outros onze integrantes do PMDB formavam uma organização criminosa com o objetivo de beneficiar empresários por meio da utilização de diversos órgãos públicos, como Petrobras, Furnas, Caixa Econômica, Ministério da Integração Nacional. Em agosto do ano passado, a Câmara dos Deputados arquivou a primeira denúncia contra o presidente Temer por suspeita de corrupção passiva.

 

O presidente estava ligado no famoso caso da mala de dinheiro entregue ao ex-assessor presidencial Rodrigo Rocha Loures. Dois meses depois, em outubro, outra denúncia contra o presidente por organização criminosa e obstrução de Justiça foi arquivada pelos deputados. Com informações da Gazeta do Povo e Yahoo.

 

Também baseada na delação dos empresários do grupo J&F, a acusação era de que Temer e os ministros Eliseu Padilha e Moreira Franco receberam R$ 587 milhões em propina, em troca de contratos com estatais e ministérios. O ministro do STF Edson Fachin autorizou que Temer fosse incluído em um inquérito que investiga repasses ilícitos da Odebrecht para o PMDB (atual MDB).


Categorias

Política




Classificados


Enquete



Mais Lidas