Notícias

Maluf procurou ministro um dia antes de Mesa da Câmara adiar julgamento de sua cassação

O deputado federal Paulo Maluf (PP) descumpriu as regras do seu regime domiciliar ao telefonar para a redação da revista Valor Econômico, nessa última quarta-feira (8). O caso ocorreu um dia antes de a Mesa Diretora da Câmara dos Deputados adiar por mais de uma semana a decisão sobre a possível cassação de seu mandato parlamentar.

 

Os parlamentares alegaram a necessidade de mais tempo para coletar novas informações sobre o caso. Paulo Maluf foi condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por lavagem de dinheiro. De acordo com a Valor, o deputado federal tentou, por cinco vezes, das 8h45 às 9h24, ligar para um número de celular.

 

"Esse número não é do ministro?", questionou, surpreso, ao ser atendido por uma repórter. A publicação afirma que ao longo da conversa, que durou pouco mais de um minuto, o parlamentar não especificou qual era o ministro que procurava. Mas comentou que se sentia bem, que estava em uma sessão de fisioterapia e ainda brincou dizendo que não era fácil transformar um carro velho em uma Ferrari. Julgamento deve voltar à pauta na próxima terça (14). 

 

A atitude de Maluf em procurar o tal ministro contraria até a orientação de sua equipe de defesa. Segundo a Valor, o advogado Marcelo Turbay disse que tem recomendado que Maluf não mantenha contato com pessoas não autorizadas, exceto em situação excepcional e de urgência.


Categorias

Política




Classificados


Enquete



Mais Lidas