Uma jovem de 26 anos foi eletrocutada após tocar em um varal na casa onde morava, na tarde de quinta-feira (4), em Tapiramutá, cidade que fica na Chapada Diamantina. A vítima foi identificada como Luzinete de Souza Oliveira. De acordo com a Polícia Civil, informações iniciais indicam que a morte de Luzinete de Souza foi acidental, após sofrer uma descarga elétrica. Até o momento, não há indícios do que poderia ter provocado a carga. Este é o segundo caso de morte por descarga elétrica nesta semana na Bahia. Na quarta-feira (3), a fisioterapeuta Monalisa Nascimento, de 29 anos morreu no município de Andorinha, no norte do estado, após um varal improvisado de arame tocar em uma fio desencapado de um ar condicionado. A morte de Luzinete é investigada pela Delegacia Territorial de Tapiramutá (DT/Tapiramutá). As guias periciais e de remoção foram expedidas.