Divulgação/Caixa

Para muitos trabalhadores, o recebimento do abono salarial PIS/Pasep representa uma ajuda financeira crucial. Em 2024, esses pagamentos seguem um calendário específico, baseando-se no mês de nascimento do beneficiário.

Neste ano, os nascidos em setembro e outubro podem esperar seus depósitos a partir de 15 de julho. A proposta do governo é atender tanto trabalhadores da iniciativa privada quanto servidores públicos, unificando os pagamentos dentro de um calendário claro e definido.

O sistema de pagamento é planejado para otimizar tanto a distribuição quanto o acesso dos beneficiários aos seus respectivos valores. Esses pagamentos são liberados gradualmente, visando uma organização que evite congestionamentos e ofereça maior comodidade aos beneficiados. Transações podem ser realizadas tanto em contas bancárias quanto por meios digitais, facilitando o acesso ao recurso financeiro.
Os trabalhadores que possuem conta na Caixa ou no Banco do Brasil têm o benefício depositado diretamente. Quem não tem conta, dependendo do banco, pode receber por poupança social digital ou mesmo realizar a transferência via TED. Saques podem ser feitos através de variedade de métodos como caixas eletrônicos, lotéricas ou diretamente no guichê dos bancos.

Quem tem direito ao Abono Salarial PIS 2024?

O abono salarial é direcionado a trabalhadores que atendam a alguns critérios específicos, como ter trabalhado com carteira assinada por pelo menos um mês durante o ano-base de 2022 e ganharem até dois salários mínimos médios. Além disso, é necessário que o empregador tenha reportado as informações corretamente nos sistemas oficiais de declaração, como a RAIS e o eSocial, dentro dos prazos estabelecidos.
O montante recebido varia de acordo com o período trabalhado no ano referência. Aqueles que trabalharam um mês no ano-base de 2022 recebem 1/12 do valor do salário mínimo nacional, e essa fração cresce proporcionalmente até o máximo de 12 meses trabalhados, onde o benefício chega ao valor integral de um salário mínimo.
Para verificar se está entre os elegíveis para receber o abono salarial e qual seria o valor devido, os trabalhadores podem utilizar o aplicativo da Carteira Digital, acessar o portal Gov.br ou contatar diretamente os bancos responsáveis pelo pagamento, Caixa ou Banco do Brasil, além de explorar aplicativos desenvolvidos especificamente para essas consultas.