O ex-prefeito de Salvador, ACM Neto (União Brasil), usou as redes sociais, mais uma vez, para mostrar que a oposição ao governo Jerônimo Rodrigues (PT) continua monitorando as ações efetivas do Executivo. A pauta usada novamente pelo secretário-geral do UB foi a Segurança Pública do Estado (SSP-BA). Em seu texto, Neto relembra os 100 dias de gestão do novo governador e questiona os feitos da área neste período.

“Pense num absurdo: no governo da Bahia tem precedente. Em 100 dias, não tiveram tempo de apresentar um plano eficiente para enfrentar a onda de violência que atinge o estado, mas, para gastar milhões em uma propaganda que não convence ninguém, foram muito ágeis. Quem vê até pensa”, reprovou.

Na manhã desta terça-feira (25), o seu aliado Bruno Reis demonstrou uma postura ‘conciliadora e amigável’ com o chefe do Executivo estadual. Questionado pelo bahia.ba sobre os comentários críticos a gestão baiana, Reis se ateve a apenas comentar que “deixo as críticas, os comentários, para quem tem que fazer seu papel e que deve fazer [a oposição]”, afirmou, após a entrega da obra de contenção de encosta, no Rio Vermelho.

Nos últimos dias, Jerônimo vem sendo alvo da oposição que vem censurando o seu comportamento “festeiro”. A aparição do governador na pipoca de Ivete Sangalo na Micareta de Feira foi o ‘prato cheio’ dos opositores, que vem condenado a atuação da SSP no estado. O deputado estadual Tiago Correia (PSDB), por exemplo, diz que espera ver resultados para a Bahia após a viagem do gestor estadual à China.

“Na campanha eleitoral, Jerônimo prometeu fortalecer a segurança pública na Bahia. No entanto, após mais de 100 dias de governo, o estado continua enfrentando problemas graves na área, e a viagem à China não parece ter contribuído para a solução desses problemas”, comentou o parlamentar, no último dia 17 de abril. Bahia.Ba