jornaldamidia

Após brigas, acusações de ameaça de morte e até incêndios, o clima no União Brasil é dos piores. Conforme Lauro Jardim, no O Globo, a reunião da Executiva que marcou a destituição cautelar de Luciano Bivar do comando da sigla teve confusão, gritaria e até microfone cortado. Segundo a coluna, ACM Neto reagiu, após Bivar entrar online e, de forma exaltada, pedir a suspeição dos participantes para tentar evitar perder o cargo.
De acordo com a publicação, aos berros, o ex-prefeito de Salvador mandou desligar o microfone do presidente afastado. Ao final, apesar da relutância, foi aprovado o afastamento provisório de Luciano Bivar por 11 votos contra cinco. Bahia.Ba