Foto: Betto Jr./ Secom/Arquivo

O prefeito Bruno Reis (União Brasil) e seu antecessor, ACM Neto (União Brasil), não têm do que se queixar das pesquisas para consumo interno que seu grupo tem encomendado para avaliar a aprovação do trabalho do gestor e a definição de rumos para a campanha. Assessores de Bruno acreditam que, se continuar com o pique atual, e ainda ajudado pela letargia do time adversário que deveria ser liderado pelo vice-governador Geraldo Jr. (MDB), o prefeito vai chegar a outubro realmente apenas com motivos para comemorar. Apesar da orientação geral para que se fale zero sobre o tema e ninguém empine o nariz antes da hora, a expectativa é de vitória no primeiro turno. Política Livre