Fotos: Felipe Oliveira/EC Bahia

A goleada do Bahia sobre o Atlético-MG, por 4 a 1, na última quarta-feira, foi cercada de emoção, antes, durante e depois do jogo disputado na Arena Fonte Nova e que garantiu o Tricolor no Brasileirão do próximo ano. Em vídeo dos bastidores, divulgado pelo clube, o técnico Rogério Ceni disse que o resultado histórico será assunto “daqui a 20, 30 anos” e projetou um 2024 diferente à frente do Esquadrão.

Um dia na vida, que vocês ficarem mais velhos, vocês vão lembrar dessa história, do que aconteceu e do que isso reverberou no futuro de vocês. Mais importante é a amizade, o vínculo, e a história que temos para contar. Isso é que mais vale na vida de cada um de nós”.

— Rogério Ceni

Bem humorado após o resultado satisfatório em campo, Ceni também aproveitou para pedir desculpas por qualquer excesso cometido e agradecer aos atletas pela dedicação. De acordo com o comandante do Esquadrão, o 2024 será de novo modelo de jogo e de coisas boas.

– Quero agradecer, pedir desculpas pelos gritos. Ano que vem gritarei mais ainda. Vamos formatar uma nova ideia, novo modelo e fazer coisas que não conseguimos fazer. Agradecer a todos. É o que mais vale, cada um de vocês vai ter uma grande história daqui a 20, 30 anos para contar. Melhor lugar para trabalhar no mundo não tem, eles são justos e vão fazer o melhor para vocês. Minha família aqui são vocês e vivi esses três meses para vocês, para fazer o melhor para vocês. .Esse presente eu ganhei de volta. Sei que sou chato, peço desculpas, não vou mudar.

Emoção antes, durante e após o jogo

Antes de a bola rolar, na chegada à Arena Fonte Nova, os jogadores foram recebidos sob aplausos por funcionários do clube.

Além disso, Bruno Queiroz, assessor de imprensa do Tricolor, que está em luta contra o câncer desde o final de 2022, lembrou de um momento pessoal marcante no dia que antecedeu o resultado positivo do Bahia sobre o Goiás, por 6 a 4. O funcionário contou a história minutos antes de a bola rolar.

– Queria falar com vocês, pessoal, falei com o Danilo ontem [terça], Rezende, Thaciano. Hoje é dia 6 de dezembro, faz dois meses que eu estava saindo de uma segunda cirurgia minha, vocês estavam lá em Goiânia. Quando acordei, o médico tinha falado que não tinha dado certo a cirurgia, que não tinha muitas perspectivas naquela hora. E um dia depois foi o jogo de vocês, e vocês ganharam aquele jogo, eu assisti do celular, foi a primeira alegria que eu tive. Naquele momento achei que não teria chances de continuar – iniciou.

– Assim, queria agradecer a vocês pelo dia a dia deste ano comigo. Por mais que eu tenha a medicina, a ciência, a minha fé, o que me cura todo dia é o Bahia aqui. Todos os dias que pude estar no clube esse ano eu estive, todos os jogos que pude eu viajei. Sei que no futebol a gente não controla o resultado, mas a gente controla a atitude da gente e tenho certeza que vocês vão dar show. Independente do que acontecer, a gente vai estar juntos – complementou Bruno.

“Por mais que eu tenha a medicina, a ciência, a minha fé, o que me cura todo dia é o Bahia aqui”, disse o assessor Bruno Queiroz.

Embalados pela declaração do companheiro de clube, os jogadores do Bahia deram um verdadeiro espetáculo dentro de campo e marcaram quatro gols para aliviar os corações tricolores na Fonte Nova e pelo resto de Salvador e do mundo.

Após a partida, o assessor, visivelmente emocionado, usou uma camisa com a seguinte frase: “Se o Bahia é amor, que o amor vença”.

Foi nesse cenário emocionante que o Bahia deu a volta por cima e se garantiu na Série A 2024, ano no qual o Tricolor também disputará Campeonato Baiano, Copa do Nordeste e Copa do Brasil. A temporada tricolor começa no dia 17 de janeiro, quando o Esquadrão recebe o Jequié, pela primeira rodada do Campeonato Baiano. Globoesporte