Foto: Isac Nóbrega/PR

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta última quinta-feira (21), à CNN Brasil que o ministro da Economia, Paulo Guedes, permanece no governo, apesar da saída de membros de sua equipe econômica. “Paulo Guedes continua no governo e o governo segue com a agenda de reformas. Defendemos as reformas, que seguem no Congresso Nacional”, afirmou Bolsonaro à emissora. A possível saída do ministro do governo é alvo de especulações após a saída de quatro secretários da pasta nesta quinta: o secretário especial do Tesouro e Orçamento, Bruno Funchal, o secretário do Tesouro Nacional, Jeferson Bittencourt, a secretária especial adjunta do Tesouro e Orçamento, Gildenora Dantas, e o secretário-adjunto do Tesouro Nacional, Rafael Araujo, pediram exoneração. O motivo da saída dos membros do ministério, segundo a CNN, teria sido pela insatisfação com a insistência do governo em manter o valor do Auxílio Brasil em R$ 400.