Foi publicou nesta última quarta-feira (11), uma reportagem do Bocão News sobre suposta fraude no concurso público para admissão no Curso de Formação de Oficiais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CFOPM/CFOBM) realizado no dia 27 de outubro deste ano. A Polícia Militar da Bahia (PM-BA) publicou no Diário Oficial do Estado (DOE) a retificação da lista de convocados da segunda fase.

Conforme relatado, três nomes apareciam na lista de aprovados da segunda fase (discursiva) e não constavam na lista divulgada da primeira fase (objetiva). Após repercussão entre leitores do site e interessados no assunto, foram retirados esses nomes também do edital no site do Centro de Processo Seletivo (CPS), banca organizadora do certame. São eles: Eliabe de Almeida Pereira, Tiago de Lima Rolim e Pedro Henrique Pereira.

A justifica alegada pelos envolvidos é que houve um “erro material”. O BNews foi buscar o significado juridicamente e se trata de um “equívoco” ou “inexatidão por parte do julgador”. No edital do certame, precisamente no item 9.3.3, revela que qualquer pontuação inferior a 120 pontos na prova objetiva, o candidato seria automaticamente excluído, ou seja, não aparecia na primeira lista divulgada dos resultados. Os nomes revelados ontem na reportagem não apareciam nessa divulgação inicial, que seria o suporte para que a banca examinadora fizesse a análise entre os concorrentes da segunda fase e ainda sim eles surgem na lista posterior. Informações do Bocão News