O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) anunciou na terça (7) a nomeação de quatro mulheres para integrar sua equipe de transição. Participarão do grupo Clarissa Costalonga e Gandour; Liane de Moura Fernandes Costa; Márcia Amarílio da Cunha Silva; e Silvia Nobre Waiãpi. Clarissa é doutora em economia, com ênfase em desenvolvimento econômico pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

 

Graduada em Engenharia Ambiental pela Fundação Universidade Federal do Tocantins, Liane é especialista em Construções Sustentáveis. Ela atuou durante oito anos no Departamento de Engenharia e Construção do Exército Brasileiro como Engenheira Ambiental da Seção de Meio Ambiente da Diretoria de Patrimônio Imobiliário e Meio Ambiente (DPIMA).

 

A Tenente do Corpo de Bombeiros do DF Márcia Amarílio da Cunha é especialista em segurança pública. Ela já participou de uma reunião na terça-feira com Bolsonaro. Sílvia Nobre Waiãpi foi a primeira militar indígena a integrar as Forças Armadas. Atualmente, ela é tenente do Exército. Com as indicações, a equipe de Jair Bolsonaro passa a ter 27 homens e quatro mulheres. No total, o presidente tem 50 cargos disponíveis para o período de transição.