Um homem suspeito de explodir um carro-forte no dia 4 de dezembro deste ano, na BR-101, na Bahia, foi liberado em audiência de custódia nesta quarta-feira (13), por decisão da Justiça baiana. O suspeito, que não teve nome informado, foi preso ontem, levando consigo um cordel detonante e “miguelitos”, objetos usados para deixar no chão e furar os pneus de viaturas, ajudando assim na fuga após o crime. Apontado pela polícia como integrante de uma facção, ele foi preso por equipes da Rondesp Recôncavo, com apoio da 27ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) e das Companhias Independentes de Policiamento Especializado (Cipes) Litoral Norte e Central, na cidade de Maragogipe. Com o suspeito foram apreendidos no total uma pistola, munições, quatro carregadores, um rolo de cordel detonante, um caixa de miguelitos, três celulares, R$ 1,8 mil e um bastão de choque elétrico portátil.