Foto: Ricardo Stuckert / PR

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) teve seu trabalho aprovado por 51% dos brasileiros, de acordo com a pesquisa Genial/Quaest divulgada nesta quarta-feira, 6. No levantamento anterior, de dezembro, o petista tinha 54% de apoio.

A melhor avaliação de Lula acontece na região Nordeste, com 68%. A pior é no Sul, com 40%. Centro-Oeste/Norte registrou 50% de aprovação e o Sudeste, 44%. Entre as mulheres, a aprovação caiu de 55% para 51%. Também houve queda entre o público masculino, indo de 52% para 51%.

Para quem ganha até dois salários mínimos, o trabalho de Lula é aprovado por 61%. Por outro lado, é desaprovado por 51% dos que ganham entre dois e cinco salários mínimos e por 54% dos que recebem mais de cinco salários mínimos. Já o governo do petista foi avaliado como negativo por 34% dos entrevistados, aumento de cinco pontos se comparado com o último levantamento, em dezembro de 2023.

Rumos da economia

A pesquisa investigou ainda a percepção da população sobre a economia. Entre os entrevistados, 38% afirmam que a economia do Brasil piorou nos últimos 12 meses, 34% acham que ficou do mesmo jeito, enquanto apenas 26% acham que melhorou.

O otimismo sobre o futuro da economia também diminuiu e atingiu o menor patamar desde o começo da série histórica. Os otimistas agora são apenas 46% (-9 pontos), contra 31% dos pessimistas (+6 pontos).

Mesmo sendo um indicador sazonal, chamou a atenção na pesquisa o fato de que 73% dos brasileiros afirmam que viram os preços de alimentos crescerem no último mês. O IPCA de alimentos acelerou nos últimos meses.

Para essa pesquisa Genial/Quaest foram ouvidas 2.000 pessoas, presencialmente, entre 25 e 27 de fevereiro. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Exame