Foto: Matheus Vieira/Castanhal EC

O Vitória teve sucesso na primeira decisão da temporada. Na noite desta quinta-feira (3), o rubro-negro se classificou para a segunda fase da Copa do Brasil. A vaga foi conquistada após empatar em 1×1 no jogo único contra o Castanhal, no estádio da Curuzu, em Belém. Visitante e melhor posicionado no ranking da CBF, o Leão tinha a vantagem do empate e fez uso dela. Não exibiu futebol vistoso ou empolgante, mas fez o necessário.

A estreia na Copa do Brasil marcou também o primeiro jogo disputado pelo Vitória fora dos gramados baianos em 2022. Recordista no torneio em participações, com 33 em 34 edições, o Leão não permitiu que o Castanhal comemorasse uma inédita classificação em sua terceira presença. O time da casa abriu o placar com Leandro Cearense e Mateus Moraes garantiu o empate.

Por ter passado pelo Castanhal e chegado à segunda fase da Copa do Brasil, o Vitória garantiu R$ 750 mil. Como tinha assegurado R$ 620 mil por participar do torneio, já embolsou o montante de R$ 1,37 milhão até aqui.

Na segunda fase da Copa do Brasil, o Vitória vai enfrentar o Glória, da cidade de Vacaria, no Rio Grande do Sul, que venceu o Brasil de Pelotas por 1×0. O jogo ainda não tem data definida. Antes, o rubro-negro vai brigar para voltar à zona de classificação no Campeonato Baiano. O Leão é o 5º colocado, com nove pontos, e visita o vice-lanterna Doce Mel na quarta-feira (9), às 19h15, no estádio Barbosão.

O jogo

A primeira iniciativa ofensiva foi do Vitória. Vicente cruzou e Erik, na cara do gol, furou. A resposta do Castanhal chamou Lucas Arcanjo para o jogo. Daelson bateu cruzado, mas o goleiro rubro-negro defendeu. Pouco tempo depois, Leandro Cearense roubou a cena.

Primeiro, ele carimbou a trave. Depois, aos 13 minutos, o atacante do Japiim estufou a rede. O gol do Castanhal foi originado com uma saída de bola errada do Vitória. Mateus Moraes adiantou demais, perdeu a posse e viu Ruan tocar para Willian Fazendinha, que serviu Leandro Cearense: 1×0.

O Vitória até sentiu o baque do gol, mas não demorou para reagir. Aos 24 minutos, Eduardo cobrou falta e, após desvio, Mateus Moraes empurrou a bola pra dentro de cabeça. Tudo igual na Curuzu: 1×1.

Os dois times ainda tiveram chance de ampliar antes do intervalo. De cabeça, Pecel desperdiçou ótima oportunidade para o Castanhal. O Leão chegou com Luidy, que recebeu passe de Jadson, bateu cruzado e viu Axel evitar a virada.

No segundo tempo, o ritmo do jogo caiu, bem como o rendimento dos times, que assustaram muito pouco a meta adversária. Pelo Castanhal, Leandro Cearense bateu colocado, porém por cima do travessão. Para o Vitória, Guilherme Queiroz desperdiçou boa oportunidade ao chutar em cima de Alex.

No finalzinho, o goleiro mandante ainda defendeu duas finalizações de Alisson Santos. Aos 48, Lukinhas teve chance de ouro dentro da área para conseguir a inédita classificação para o time de Belém, mas mandou pelo alto. Após o apito final, membros da comissão técnica do Castanhal invadiram o gramado para confrontar a arbitragem. Correio da Bahia