Foto: Letícia Martins/EC Bahia

O Bahia segue imbatível como mandante no Campeonato Brasileiro. Na noite desta quinta-feira (4), o Esquadrão bateu o Juventude por 2×0, manteve o 100% de aproveitamento em casa e voltou ao G4 da Série A. Agora são sete triunfos em sete jogos na competição.

Depois de um início no qual foi pressionado, o Bahia cresceu do meio para o final do primeiro tempo, mas empilhou chances perdidas. Mas no segundo tempo o time colocou o pé na forma e acertou a pontaria, Thaciano e Cauly anotaram os gols que fizeram a festa da torcida nas arquibancadas.

O resultado fez o Esquadrão chegar aos 27 pontos, ocupando a 4ª colocação. O time baiano está empatado em pontos com Botafogo e Palmeiras, mas é superado no saldo de gols. O próximo compromisso do Esquadrão no Brasileirão será o confronto direto dentro do G4, contra o Palmeiras, neste domingo (7), no Allianz Parque.

O JOGO

Como era esperado, Rogério Ceni manteve a escalação titular e colocou força máxima em campo. Diante de um Bahia que tinha a bola no pé, o Juventude adotou a estratégia de usar os atacantes para pressionar a defesa e dificultou a vida do tricolor, que cometeu muitos erros nos primeiros minutos. O time gaúcho teve uma grande chance logo no início da partida, mas Erick, livre na pequena área, furou o chute.

Aos poucos, o tricolor começou a se soltar e passou a trabalhar a bola no campo ofensivo, mas ainda tinha dificuldade para furar o bloqueio alviverde. Na defesa, a equipe seguia vulnerável. Aos 15 minutos, Jean Carlos recebeu livre na marca do pênalti e perdeu um gol incrível.

A resposta do Bahia veio em rápido contra-ataque que Thaciano lançou Everaldo. O centroavante invadiu a área e chutou cruzado, mas o goleiro Gabriel evitou o gol. Na sequência, Gabriel Xavier tentou pelo alto após escanteio cruzado na área e também parou no goleiro do Juventude.

Quando conseguia articular as jogadas, o Bahia criava boas oportunidades. Everton Ribeiro descolou belo lançamento para Everaldo. Mais uma vez o camisa 9 entrou livre na área, chutou fraco e facilitou para o goleiro. Outra chance incrível perdida no duelo.

Na reta final do primeiro tempo, o jogo ficou frenético. O Bahia empilhou oportunidades para abrir o placar. Everaldo recebeu de Everton Ribeiro e foi desarmado na hora da finalização, enquanto Thaciano também ficou de frente, mas chutou em cima do marcador. Do outro lado, Lucas Barbosa encobriu Marcos Felipe e ia fazendo um golaço, mas Gabriel Xavier tirou em cima da linha e salvou o Esquadrão.

O Bahia voltou do intervalo com o mesmo time e o cenário da partida também não se alterou. O Juventude pressionava e fazia o Bahia passar apuros. Em uma sequência de escanteios, Jadson e Jean Carlos ficaram no quase.

Quando o Bahia chegou de forma mais organizada, foi recompensado. Aos 13 minutos, Everton Ribeiro recebeu na entrada da área e deu lindo passe para Thaciano. O meia-atacante tocou na saída do goleiro e abriu o placar para o Esquadrão.

A vantagem deixou o Bahia mais confortável em campo. Não demorou e o segundo saiu. Aos 22 minutos, Thaciano se esforçou para salvar na linha de fundo e tocou para Jean Lucas, o volante entregou para Cauly, que da entrada da área mandou no canto direito de Gabriel. Na comemoração, o meia foi erguido pelos companheiros. Cauly vinha sendo questionado por parte dos tricolores.

Rogério Ceni aproveitou o cenário positivo para descansar alguns jogadores. Thaciano, Everaldo e Cauly saíram para as entradas de Biel, Ademir e Estupiñan. Na primeira participação, Ademir chegou a driblar o goleiro, mas perdeu o ângulo da finalização e mandou para fora. Com o jogo controlado, o Bahia teve outras chances para ampliar o placar, mas não balançou as redes e ao apito final comemorou mais um triunfo na Fonte Nova. Correio da Bahia