EC Bahia

O Bahia largou mal no Campeonato Brasileiro. Na noite deste sábado (15), o time até saiu na frente, mas levou a virada e estreou na Série A com derrota por 2×1 para o Red Bull Bragantino, no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista.

Diante de um adversário que também tentou propor o jogo, o tricolor teve dificuldade para dominar o meio-campo. Ainda assim, abriu o placar com Everaldo, no final do primeiro tempo, em uma jogada de falta ensaiada.

Na segunda etapa, o Esquadrão abusou dos erros individuais e viu Bruninho e Eduardo Sasha virarem o jogo para os donos da casa. Além da derrota, o clube baiano segue com o tabu de nunca ter vencido o Bragantino fora de casa.

O Bahia agora terá uma semana para ajustar a equipe antes do próximo compromisso, que será no dia 24, uma segunda-feira, às 20h, contra o Botafogo, na Fonte Nova.

ENSAIADO
Em seu primeiro jogo na Série A, Renato Paiva promoveu mudanças na escalação. Gripado, Biel deu lugar para Ademir no ataque. No meio, a novidade foi a estreia de Thaciano, que entrou na vaga de Acevedo. Jacaré, Yago, Cauly e Chávez completaram o setor.

O Bahia começou o duelo com dificuldade para colocar em prática o seu estilo de jogo propositivo. Os primeiros minutos foram de domínio do Red Bull, que pressionava desde a saída de bola e conseguia recuperar a posse ainda no meio-campo.

A estratégia do Esquadrão então foi a de explorar a velocidade pelos lados, principalmente com Ademir, para chegar ao ataque. Quando usou do mesmo veneno e adiantou a marcação, o Bahia criou dificuldades para o adversário.

Apesar da tentativa das duas equipes na construção do jogo, poucas chances foram criadas no primeiro tempo. Um grande momento aconteceu em um erro do tricolor, quando Gabriel Xavier cortou errado o lançamento na área e entregou nos pés de Bruninho. Marcos Felipe fez uma defesa salvadora.

A história mudou aos 44 minutos. Em jogada de falta ensaiada, Yago levantou a bola na área, Thaciano matou no peito, levou na linha de fundo e cruzou para Everaldo, na entrada da pequena área, fazer 1×0. Foi o primeiro gol do tricolor no Brasileirão.

VACILOU, LEVOU
O Bahia voltou do intervalo com o mesmo time. A vantagem no marcador fez a equipe recuar a marcação e retomar a estratégia de parte da primeira etapa, quando usou da transição ofensiva para chegar ao ataque. Fazia um jogo seguro até os oito minutos, quando tudo deu errado.

Yago errou na defesa e perdeu a bola para Bruninho. O meia entrou na área em velocidade, driblou Marcos Felipe e deixou Rezende na saudade antes de tocar para o fundo do gol, empatando o duelo no interior paulista.

O Bahia sentiu o golpe, e o segundo do Bragantino poderia ter saído logo na sequência, na bomba do uruguaio Laquintana que Marcos Felipe defendeu. O Red Bull, aliás, seguiu pressionando para forçar o erro do tricolor. Deu certo.

Aos 25 minutos, Ademir dominou errado, Sasha tabelou com Mosquera, que chutou forte. Marcos Felipe defendeu no primeiro momento, mas a bola tocou na trave e voltou para Eduardo Sasha virar o placar.

Diante do placar adverso, Renato Paiva colocou Arthur Sales no lugar de Yago e partiu para o ataque. O time causou perigo em três oportunidades. Em uma delas, o goleiro Lucão teve que se esticar todo para não levar o gol após o cruzamento de Cauly.

As tentativas, no entanto, não foram suficientes. Sem o gol de empate, restou ao Esquadrão lamentar a derrota na estreia do Campeonato Brasileiro.