foto sindicato bancário

A Bahia registrou queda de 96,4% no número de roubos a bancos de 2014 a 2023. O número foi divulgado pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA) do estado, que registrou apenas 10 ocorrências do tipo no último ano.

Em 2014, 279 crimes foram classificados como tal. De lá para cá, as ocorrências foram diminuindo gradativamente.

De janeiro e fevereiro de 2024, nenhum roubo a instituição financeira foi registrado, mas a pasta destaca prisões e apreensões:

  • Dois homens envolvidos com roubos a banco foram capturados em Lauro de Freitas;
  • Veículos com restrição foram recuperados;
  • Foragido da Justiça por roubo a banco foi capturado durante blitz na BA-001, em Itabuna;
  • Explosivos foram apreendidos em Andorinha e homem que transportava o material foi preso em flagrante;
  • Explosivos, granadas e coletes balísticos foram encontrados no bairro de Fazenda Grande I, em Salvador.

Balanço da segurança em 2024

De acordo com a SSP-BA, a Bahia também apresentou redução de 14,3% no número de mortes violentas nos dois primeiros meses de 2024, com 743 registros. A comparação é feita com o mesmo período de 2023, quando 867 casos foram registrados.

Tal queda aparece em todas as tipificações destacadas pela pasta — homicídio, feminicídio, lesão corporal e latrocínio.

Veja os números oficiais do primeiro bimestre de 2023:

  • Homicídio: 824
  • Feminicídio: 13
  • Lesão corporal: 13
  • Latrocínio: 17

Veja os números oficiais do primeiro bimestre de 2024:

  • Homicídio: 715
  • Feminicídio: 10
  • Lesão corporal: 6
  • Latrocínio: 12

Do mesmo modo, o período de janeiro a fevereiro apresentou queda nas estatísticas de crimes contra o patrimônio. Confira:

Registros de 2023

  • Roubo de veículos: 2.129
  • Furto de veículos: 1.206
  • Ônibus: 153

Registros de 2024

  • Roubo de veículos: 1.890
  • Furto de veículos: 1.030
  • Ônibus: 104

Por outro lado, cresceu o número de prisões nos últimos dois meses: foram 3.040 capturas em janeiro e fevereiro deste ano, com uma média de 50 ações por dia, contra 2.858 no mesmo período de 2023.

Em meio a isso, 18 líderes de facções foram localizados no primeiro bimestre deste ano. Outros 149 foragidos da Justiça foram encontrados por meio do reconhecimento facial.

Quanto às apreensões, 908 armas e 363 kg de drogas foram apreendidas no período. A pasta contabiliza ainda 72 mil pés de maconha erradicados e quatro laboratórios desarticulados. G1