Foto: Alberto Maraux | SSP-BA

O titular da Secretária de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), Marcelo Werner, fez mais um balanço do trabalho em entrevista coletiva nesta semana. Segundo os dados levantados pelo secretário, houve mais um aumento no número de pessoas presas neste mesmo período de 2024, em comparação com o ano passado.

“São mais de 6.100 pessoas presas nesses primeiros meses do ano, um aumento de 4% em relação ao ano passado. Então a gente vem de aumento de 2022 em relação a 2023 e aumento em relação a 2023 e 2024”, disse Werner em coletiva realizada no Centro de Operações e Inteligência (COI), no Centro Administrativo da Bahia (CAB).

De acordo com Werner, 37 líderes de facções criminosas foram presos pelas Forças de Segurança, sendo que alguns deles ainda foram localizados em outros estados além da Bahia. 11 deles integravam o baralho do crime da SSP.

“A gente segue com essa mesma vertente em busca dos líderes de facções, inclusive em outros estados, na parceria com Polícia Civil, Polícia Militar e com a Polícia Federal de outros estados. Temos diversas outras ações de inteligência em andamento que, em breve, trarão novos resultados no alcance dessas lideranças”, garantiu o secretário.

Outra ferramenta que tem funcionado é o reconhecimento facial, que já capturou 320 foragidos só este ano, uma média que ultrapassa o número de duas pessoas surpresas por dia. No total, 1.573 pessoas já foram detidas desde a implementação do dispositivo.

“A gente praticamente triplicou os números. Eram menos de 500 e hoje a gente já está com 1.573”, finalizou Marcelo Werner. A Tarde