O número de pessoas analfabetas na Bahia teve uma queda em 2023, pelo segundo ano consecutivo. No ano passado, o estado teve 1,211 milhão de pessoas de 15 anos ou mais que não sabia ler ou escrever um bilhete simples. Em 2022, o número era de 1,214 milhão, com uma oscilação de 0,2%. Ou seja, houve uma queda de 3 mil pessoas analfabetas. A informação foi divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os dados do IBGE ainda apontam que a Bahia manteve o maior número de pessoas de 15 anos ou mais, que não saber ler nem escrever. O estado se mantem neste posto desde quando a série histórica da pesquisa. Com a queda, a taxa de analfabetismo ficou em 10,2% em 2023, contra 10,3% em 2022. Mesmo que a taxa referente ano passado tenha sido a menor ocupada desde quando a pesquisa é realizada, ainda é uma porcentagem cinco vezes maior que outros estados, como Santa Catarina (2%), Rio de Janeiro (2%) e Distrito Federal (1,7%). Metro1