A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) detectou já detectou vários casos de Febre do Oropouche, um evento atípico, visto que a doença não é considerada endêmica na região. A Febre do Oropouche é uma doença viral transmitida no ambiente urbano pelo Culicoides paraensis, conhecido como maruim ou mosquito-pólvora. Os sintomas incluem febre, dor de cabeça e dores musculares, semelhantes aos de outras arboviroses, o que ressalta a importância de um diagnóstico preciso.

Não existe tratamento específico para a Febre do Oropouche, sendo o manejo clínico focado no alívio dos sintomas. A Secretaria reforça a importância do diagnóstico laboratorial para um acompanhamento efetivo dos casos e destaca ações de vigilância epidemiológica para monitoramento da situação. A população é incentivada a continuar com as medidas preventivas contra picadas de mosquitos, como o uso de repelentes e roupas que minimizem a exposição da pele, além de procurar orientação médica se necessário.

Confira cidades com casos confirmados da doença

  1. Gandu (81);
  2. Teolândia (46);
  3. Amargosa (66);
  4. Taperoá (35);
  5. Laje (30);
  6. Igrapiúna (25);
  7. Ituberá (28);
  8. Mutuípe (23);
  9. Valença (14);
  10. Santo Antônio de Jesus (12);
  11. Salvador (5);
  12. Presidente Tancredo Neves (13);
  13. Jaguaripe (8);
  14. Camamu (21);
  15. Elísio Medrado (13);
  16. Itabuna (6);
  17. Muniz Ferreira (5);
  18. Piraí do Norte (3);
  19. Wenceslau Guimarães (3);
  20. Ibirapitanga (4);
  21. Jequiriçá (2);
  22. São Miguel das Matas (3);
  23. Nilo Peçanha (2);
  24. Maragogipe (1);
  25. Camaçari (3);
  26. Cairu (1);
  27. Camacan (1);
  28. Uruçuca (1);
  29. Ubaíra (1);
  30. Itacaré (1);
  31. Itamari (3);
  32. Itagibá (1);
  33. Jacobina (1);
  34. Itamaraju (2).