Foto: Enrico Marcovaldi/Instituto Baleia Jubarte

Duas baleias jubarte foram vistas, na quinta-feira (30), na Baía de Todos-os-Santos, em Salvador, por um grupo de mergulho. Os mamíferos estavam na região do porto da capital baiana. “Que coisa linda, cara, filmado! sensacional… show das baleias jubarte em frente ao Porto de Salvador, abrindo a temporada das baleias. Espetáculo sensacional! Dia 30 de maio e a gente se deparou aqui no quintal de casa com duas baleias jubarte passeando aqui, mergulhando, saltando, exibindo seu caudal. emoção sensacional!”, diz o mergulhador no vídeo.

Segundo Gustavo Rodamilans, coordenador do Projeto Baleia Jubarte, instituição que trabalha na pesquisa, monitoramento e preservação da espécie, esse foi o primeiro registro informado ao projeto nessa temporada na capital baiana. Trata-se de duas baleias adultas. De acordo com Gustavo, esse é o registro mais precoce de um baleia jubarte, em Salvador, que o projeto tem notícia desde que começou o trabalho de monitoramento no estado.

O projeto trabalha com a previsão de início de temporada das baleias jubarte para observação, em Salvador, sempre no mês de julho. No entanto, nos últimos anos, elas têm se mostrado um pouco mais apressadas. No ano passado, o primeiro registro de baleias nas águas da cidade foi feito pelo próprio Gustavo no dia 23 de junho, também na Baía de Todos-os-Santos, na região do bairro do Bonfim, na Cidade Baixa.

Outros pontos do litoral brasileiro, tradicionalmente visitados pela jubarte, também já têm registro esse ano: São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo e sul da Bahia. O primeiro registro informado ao projeto, esse ano, foi no dia 12 de abril, em Ubatuba (SP). Todos os anos, elas trocam as águas geladas da Antártida pelas águas calmas e quentes do litoral brasileiro para acasalarem e reproduzir.

“Já tem bastante. À medida que a população vai crescendo, elas vão se distribuindo [pelo litoral brasileiro]. Não sabemos dizer, ainda, porque essas apressadas chegaram aqui. Nos últimos anos, tem se observado a chegada delas sempre mais cedo, mas ainda não se sabe o motivo. São hipóteses ainda, a gente tem que fazer várias observações pra gente fazer qualquer interpretação”, explicou Gustavo ao G1. De acordo com Gustavo, o pico da presença das baleias na Bahia é entre os meses de julho e setembro. Em outubro, fim da temporada, elas já começam a voltar para a Antártida. G1