foto stf

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luis Roberto Barroso, abriu o jogo sobre o resultado da pesquisa feita pela Datafolha que indicou o índice de aprovação do tribunal. De acordo com o ministro, o valor do tribunal não pode ser medido por uma pesquisa, já que ‘esse não pode ser um critério’. A fala de Barroso acontece alguns dias depois do levantamento indicar que apenas 27% das pessoas aprovam as ações do STF, enquanto 38% dos entrevistados reprovaram.

O ministro falou a respeito da pesquisa durante uma entrevista para o jornalista Américo Martins, enviado especial da CNN à COP28, em Dubai. Segundo Barroso, ao falar sobre a pesquisa, não há porque se preocupar com esse índice de reprovação. “Esse não pode ser o critério pelo qual vai se averiguar o valor de um tribunal. Um tribunal precisa fazer a coisa certa”, ponderou o presidente do STF.

Barroso ainda ressaltou que o papel do judiciário, muitas vezes é proteger as minorias e que isso pode desgradar alguns ‘grupos poderosos’. “Quando você protege minorias, você frequentemente desagrada as maiorias”, destacou o ministro.

Na ocasião, o presidente do STF completou dizendo que os dados apresentados pela pesquisa são oriundas de um possível desentendimento das pessoas. “Boa parte desses 38% decorrem da incompreensão. Se as pessoas entendessem, acho que teríamos uns 90% de aprovação”, concluiu Barroso. BNews