Agência Brasil

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) justificou que um dos motivos por ter enviado R$ 800 mil aos Estados Unidos foi por receio das ações do atual presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na área econômica. “Tínhamos dúvidas sobre a política e a economia do atual mandatário de esquerda”, disse Bolsonaro em vídeo compartilhado nas redes sociais. Bolsonaro afirmou que o câmbio ocorreu entre uma conta do Banco do Brasil para o BB América. “Ou seja, o dinheiro continuou em um banco brasileiro”, explicou. “Queria dizer à nossa querida Polícia Federal que o último país do mundo onde um golpista, [ou] ditador, enviaria recursos seriam os Estados Unidos porque é um país democrata, que respeita tratados”, disse Bolsonaro em vídeo publicado nas redes sociais. A quebra de sigilo das contas de Bolsonaro revelou o repasse da quantia. No entendimento da Polícia Federal (PF), a transferência teve como finalidade “assegurar sua permanência no exterior, possivelmente, aguardando o desfecho da tentativa de golpe de Estado que estava em andamento”. (BN)