Foto: Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse, neste sábado (16), que a morte do militante petista Marcelo Arruda foi resultado de “uma briga estúpida, sem razão”.

Durante culto evangélico em Natal, no Rio Grande do Norte, o presidente afirmou ainda que em seu governo, as mortes violentas teriam diminuído.

Ainda durante o culto, o chefe do Executivo voltou a falar sobre as eleições como uma batalha entre o lado do bem, composto por ele e seus aliados, e o lado do mal, que defenderia pautas contrárias às posições da igreja. Disse também que o “inimigo não é esse lá de fora. É o interno” e mencionou a facada que levou em 2018.

“Imagine se aquela facada tivesse sido fatal? Quem estaria no meu lugar? Qual política estaria sendo aplicada agora?”, questionou. Metro1