Joilson César / BNews

O prefeito Bruno Reis (UB) ameaçou, nesta última quinta-feira (4), suspender os serviços prestados pela Internacional Travessias, que opera o sistema de ferry boat de Salvador, por conta dos transtornos envolvendo a embarcação Paraguaçu, que ficou mais de duas horas à deriva durante o recesso da virada do ano.

Além da possível suspensão, o prefeito de Salvador revelou aplicou uma multa, através da Diretoria de Ações de Proteção e Defesa do Consumidor (Codecon), uma de R$ 1 milhão à Internacional Travessias por conta do episódio.

“Ontem [quarta-feira, dia 3 de janeiro] nós aplicamos uma multa de R$ 1 milhão, por conta dos incidentes envolvendo a embarcação Paraguaçu, que ficou mais de duas horas à deriva no mar e, no dia seguinte, depois de dois dias, quando voltou a funcionar, mais uma vez teve pane”, disse Bruno Reis, durante entrega de nova ligação viária entre a Avenida Bonocô e o bairro do Cabula.

“Então, nós aplicamos essa multa pelos prejuízos causados aos consumidores. A Codecon municipal aplicou esse auto de infração ontem e a próxima medida não é outra, que não a interdição, diante do estado precário que tem algumas embarcações, pra garantir segurança à população”, acrescentou. BNews