O líder do PSD no Senado Federal, Otto Alencar (PSD-BA), apresentou cinco emendas à PEC-45, de 2019, que trata da Reforma Tributária. Entre elas, uma que prevê prorrogar os benefícios fiscais do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para plantas automobilísticas nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste até dezembro de 2032. A iniciativa do senador é uma tentativa de reparar o “problemão” criado pelo deputado Otto Filho (PSD), que deu um voto polêmico em um dos destaques Reforma Tributária. Segundo ele, o benefício se aplica a projetos que ampliem ou reiniciem a produção em plantas industriais inativas aprovadas até 31 de dezembro de 2025. “Os incentivos fiscais são instrumentos que visam estimular a formação do capital fixo e social nessas regiões, com o objetivo de gerar emprego, renda e estimular o desenvolvimento econômico e social”, declarou o senador, em nota distribuída à imprensa neste sábado (5).