O cachorro do casal morto em um grave acidente envolvendo seis veículos na BR-101, no trecho da cidade de Teixeira de Freitas, no sul da Bahia, sobreviveu ao impacto da batida. O caso ocorreu no domingo (6) e o animal foi entregue à família das vítimas nesta última terça-feira (8).

Humberto Silva de Araújo, de 58 anos, e Jane Alba Marins Freitas de Araújo, 50, estavam em uma carreta, que se envolveu em uma batida envolvendo outros dois carros, em uma ponte. O Corpo de Bombeiros foi até o local com duas viaturas, uma delas era unidade de resgate.

Enquanto os bombeiros faziam o atendimento, uma segunda carreta em alta velocidade atingiu as viaturas da corporação e, consequentemente, a primeira carreta. Os dois veículos militares foram arremessados da ponte em direção ao Rio Alcobaça, que corta um dos lados da estrutura. A queda foi de uma altura de 14 metros.

A primeira carreta ficou pendurada da mesma estrutura, no lado que é uma área de mata. Somente uma perícia vai determinar qual das batidas matou Humberto e Jane Alba, mas o inspetor da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Marcelo Batista, destacou a rapidez excessiva como causa do acidente.

“A origem do acidente pode ter sido o excesso de velocidade, tanto no primeiro acidente quanto no segundo. Se tivessem diminuído a velocidade no início, não iam chegar na ponte com essa velocidade toda”, disse o inspetor Marcelo Batista. Os corpos do casal foram encaminhados para Feira de Santana, cidade natal das vítimas que fica a 725 km de Teixeira de Freitas. G1