ec bahia

O sistema defensivo segue sendo um dos principais problemas do Bahia na luta contra o rebaixamento. Após o revés de 2 a 1 para o Santos, o Tricolor chegou a 33 gols sofridos (média de 1,3 por jogo), o quarto pior desempenho entre as equipes do Brasileirão. Peça importante da primeira linha do time baiano, o lateral-esquerdo Camilo Cándido concedeu entrevista coletiva, na manhã desta quinta-feira, e disse que o caminho para evoluir é o trabalho.

– As pessoas ganham confiança trabalhando. A gente, no Centro de Treinamento, está trabalhando para colocar o Bahia para cima. Claro que o resultado do último jogo não foi o que esperávamos, mas, do vestiário para dentro, a gente tem confiança. Sabemos que temos que entregar mais, passar tranquilidade para as pessoas, vamos fazer todo o possível para colocar o Bahia na Copa Sul-Americana – detalhou o uruguaio.

Os últimos jogos acenderam um alerta ao sistema defensivo. No returno, o Tricolor disputou cinco partidas e só não sofreu gol na goleada sobre o Bragantino, por 4 a 0. Na vitória sobre o Coritiba, inclusive, foram dois gols dos donos da casa.

No total, o Bahia sofreu oito gols no returno, com média de 1,6 bola na rede por partida. O número é superior ao primeiro turno da competição: 1,3 gol por jogo.

Gols sofridos pelo Bahia no returno:

  • ✅ Bahia 4 x 0 Bragantino | 20ª rodada do Campeonato Brasileiro
  • ❌ Botafogo 3 x 0 Bahia | 21ª rodada do Campeonato Brasileiro
  • 🤝🏿 Bahia 1 x 1 Vasco | 22ª rodada do Campeonato Brasileiro
  • ✅ Coritiba 2 x 4 Bahia | 23ª rodada do Campeonato Brasileiro
  • ❌ Bahia 1 x 2 Santos | 24ª rodada do Campeonato Brasileiro

Ajuda na marcação

Apesar de ser um lateral-esquerdo de características mais ofensivas, Camilo Cándido não tem problema em colaborar com a marcação para melhorar os números do Bahia na defesa. Não por acaso foi peça frequente no time de Renato Paiva e seguiu com Rogério Ceni.

De acordo com o atleta, sua função tem como prioridade a fase defensiva, mas suas preferências são o ataque. Então, o melhor é aprimorar as duas alternativas.

A função do lateral primeiro é marcar. Logo, uma vez que tenha espaço, eu posso ir atacar. Me sinto bem no ataque, trato de atacar sempre. É a maneira de jogar na nossa fase ofensiva. Mas meu dever primeiro é defender”.

— Camilo Cándido, lateral-esquerdo do Bahia

O atleta, inclusive, conhece os atalhos para chegar com qualidade lá na frente. Desta maneira, ele já deu assistência para gol, na vitória sobre o América-MG, por 3 a 1, e balançou a rede no último revés para o Santos. No total, ele tem oito jogos pelo Tricolor, sete como titular.

Cándido também explicou que, no Bahia, há maior preocupação com a defesa do que em outros clubes nos quais ele atuou. Mesmo assim, o canhoto garante se sentir bem neste modelo de jogo.

– Eu me sinto bem onde o treinador quiser que eu jogue. Na verdade, eu me sinto bem como lateral, a função que estou fazendo. Estou muito confortável, estou bem acompanhado pelos colegas de time. Me sinto bem ali. Claro que já joguei mais avançado em outras equipes, mas me sinto bem da forma como tenho jogado.

Titular absoluto

Cándido chegou ao Bahia no fim de julho e resolveu o problema da lateral esquerda tricolor. Depois de estrear no segundo tempo da partida contra o São Paulo, ele assumiu um lugar na equipe e tomou conta da posição. Ele está atualmente no seu sétimo jogo consecutivo como titular, condição que nenhum outro lateral-esquerdo tricolor conseguiu nesta temporada.

Números de Camilo Cándido pelo Bahia:

  • Jogos: 8 (7 como titular)
  • Minutos em campo: 616
  • Gols: 1
  • Assistência: 1

As participações diretas em gols de Cándido pelo Bahia aconteceram em partidas na Arena Fonte Nova, onde o Tricolor tem números melhores na temporada. Na próxima vez que ele entrar em campo, no entanto, não será diante do torcedor, já que o Esquadrão só vai a campo no dia 30 deste mês, no Rio de Janeiro, para enfrentar o Flamengo.

Aos 28 anos, o lateral uruguaio vive a primeira experiência fora de seu país natal. Ele começou a carreira no Rampla Juniors, passou por Juventud, Liverpool Montevideo e Nacional, onde jogou de 2021 até o meio deste ano.

O Bahia de Camilo Cándido segue com agenda livre para treinamentos até 30 de setembro, um sábado, quando o Tricolor visita o Flamengo, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida está marcada para as 16h (de Brasília), no Maracanã. Globoesporte