© Lula Marques/ EBC

Após ser alvo de uma operação da Polícia Federal, a deputada federal Carla Zambelli (PL) pediu apoio aos parlamentares do PL no grupo de WhatsApp, mas não teve sucesso. A informação é da CNN Brasil. De acordo com investigação da PF, os assessores de Carla Zambelli repassaram, pelo menos, R$ 13,5 mil para o hacker Walter Delgatti Neto, conhecido como Hacker da Vaza Jato. Durante entrevista coletiva, a deputada federal respondeu sobre a investigação. Com alguns parlamentares ao seu redor, ela afirmou que não fraudaria as eleições para que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) vencesse o pleito. “Ele [Walter Delgatti] queria conhecer o presidente [Jair Bolsonaro] e o presidente quis perguntar para ele se as urnas eletrônicas eram confiáveis, ao que ele disse que não. Eu não fraudaria as eleições para o Lula ganhar, e nem seria tão barato assim”, afirmou Zambelli.