Fotos: Victor Ferreira/EC Vitória

O Vitória fez o dever de casa, bateu o Criciúma por 2 a 1, e se reabilitou após duas derrotas consecutivas no Campeonato Brasileiro. No Barradão, o Rubro-Negro contou com gols de Alerrandro e Lucas Esteves para abrir distância da zona de rebaixamento.

Na entrevista coletiva após a partida, Carpini reconheceu que o time não teve brilhante exibição, mas cumpriu bem o objetivo para voltar a vencer. O treinador ainda disse que “foi irresponsável” ao mandar a campo no segundo tempo Everaldo e Bruno Uvini, que vinham de período em recuperação de lesão.

– A rodada boa é a rodada em que a gente pontua, independente dos adversários. Aquela rodada em que a gente olha para nós mesmos, para o nosso trabalho, sem focar nos concorrentes, as coisas tendem a dar certo. Fizemos o que precisávamos ser feito hoje. Não foi a nossa melhor partida, mas soubemos sofrer e fizemos o que era possível em meio às limitações de parte física e elenco enxuto.

– Fui até um pouco irresponsável hoje com a volta do Bruno Uvini e Everaldo e assumo a responsabilidade. Queria tentar um fato novo. O Everaldo precisa de minutagem, considero como um reforço da janela. Nos ajudou no comportamento sem bola, apesar de não conseguir progredir, o que é normal. Hoje foi o primeiro treino com bola em campo aberto deles, em ritmo acelerado. Então, eu prefiro enxergar os pontos positivos e parabenizar o comprometimento do grupo. Apesar de não ter sido uma das nossas melhores atuações, soubemos sofrer e correr riscos. A Série A é isso.

Com o resultado, o Vitória chegou a 15 pontos, subiu para a 15ª posição e abriu três do Corinthians, equipe que abre a zona de rebaixamento.

“Peço paciência ao torcedor, mas se você jogar o tempo todo para frente e nessa trocação contra Botafogo, Palmeiras, Flamengo e Fluminense você volta pra Série C. Temos que saber das nossas limitações, equilibrar para não perder e se manter na elite. Nem tudo o que eu faço é o que eu acredito, mas é o necessário”.

Carpini também elogiou Alerrandro, responsável por um gol e uma assistência na partida desta noite e principal destaque do time.

– O Alerrandro é um cara que eu sempre pedi paciência e tentei dar confiança. Procuro dar atenção especial a ele com trabalhos de finalização para retomar a confiança. Eu sempre busco tirar essa ansiedade dele por não fazer gol. Atacante sem gol se cobra demais. O que credencia ele a ter crédito com a gente e com o torcedor é a função dele coletivamente, o que ele entrega e o compromisso no dia a dia. Os gols não são só para nós, é para ele também.

O Vitória já vai voltar a campo, novamente como mandante, nesta quinta-feira, quando recebe o Botafogo, no Barradão. A partida, válida pela 16ª rodada da Série A, está programada para as 21h30 (de Brasília). Globoesporte