Cerca de 10 casas foram atingidas após a explosão que destruiu um depósito de fogos de artifício, em Simões Filho, cidade da região metropolitana de Salvador, e deixou dois funcionários feridos na tarde desta segunda-feira (9). Desse total, cinco imóveis foram mais afetados pelo impacto. Até por volta de 19h20, além do fornecimento de energia elétrica, o abastecimento de água também estava interrompido.

Uma das cinco casas mais atingidas, que fica a 150 metros do local, e que é separada apenas por uma cerca de onde ficava o depósito, ficou parcialmente destruída. Vidros, janelas, portas e telhas ficaram danificados. Equipes das Secretarias de Assistência Social e Meio Ambiente estão fazendo avaliação para saber dos moradores quem irá para alojamentos.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), o caso ocorreu no bairro Cristo Rei, por volta de 14h. Informações colhidas no local apontam que a fábrica fica na localidade conhecida como Covel, nas proximidades da BA-093. Conforme o Corpo de Bombeiros, havia cerca de uma tonelada de fogos no local. Nas imagens divulgadas pela corporação dá para ver que o depósito deu lugar há uma grande cratera.

Um dos moradores contou que a explosão foi muito forte. “A gente viu a explosão, estávamos dentro de casa. Foi uma explosão muito forte. As pessoas pensaram até que era um avião e helicóptero”, disse um dos moradores. O depósito funcionava há 12 anos no terreno. O proprietário contou que tinha autorização para funcionamento. A informação foi confirmada pela prefeitura da cidade.

“A fábrica é legalizada, o depósito é legalizado. Nós temos [autorização da Polícia Civil e do Exército]. Somos responsáveis pelos grandes eventos em Salvador, mas aconteceu. São os artefatos que fazem os show pirotécnicos. Ai não faz a fabricação, só armazenamento”, explicou Ricardo Ferreira, o proprietário.

O material que estava armazenado no local seria usado em campanhas eleitorais, nas comemorações dos candidatos vitoriosos e também na virada do ano de diversas cidades do estado. Equipes do Corpo de Bombeiros, do Serviço de Atendimento de Urgência (Samu) e agentes da 22ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM / Simões Filho) atuaram no local. Ainda não há informações sobre as causas da explosão.

De acordo com Jadson Almeida, tenente-coronel do Corpo de Bombeiros, uma das vítimas teve ferimentos no ouvido. “Um estava com um sangramento no ouvido e outro estava muito nervoso por causa da situação”, contou. Segundo a Prefeitura de Simões Filho, as vítimas foram encaminhadas para o Hospital Municipal, uma com escoriações leves e outra com pico hipertensivo por causa do susto. G1