Foto: Pedro França/Agência Senado

Grandes esforços têm sido empreendidos pela Polícia Federal nas últimas semanas para analisar a quantidade de material apreendido nas operações contra o entorno do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). Segundo informações do jornalista César Tralli, da TV Globo e GloboNews, a inteligência do órgão fez novos investimentos e computador e dispositivos de memória para dar conta da situação. De acordo com o jornalista, uma equipe de investigadores se dedica àextração de material de computadores e dispositivos eletrônicos apreendidos em endereços ligados a Carlos Bolsonaro. Por questões de segurança, as investigações não são feitas e nem armazenadas em nuvem. Outra equipe, por sua vez, foi reforçada para analisar o conteúdo dos quatro aparelhos de celular apreendidos em 2023 com Frederick Wassef, advogado da família Bolsonaro, na investigação sobre a venda ilegal de joias e relógio do acervo presidencial. De acordo com os investigadores, “há muito material relevante” nos celulares de Wassef. Por isso, éo avaliada a possibilidade da abertura de novos inquéritos a partir da descoberta de indícios de outros crimes. BNews