EC Bahia

Com os anúncios das chegadas de Marcelo Cirino e Eugenio Isnaldo, o Bahia chegou a 18 reforços contratados em uma temporada tratada com a de maior reformulação do elenco da era Guilherme Bellintani. Desta vez, o setor contemplado foi o ataque, mais precisamente os lados do campo, vistos como carentes de peças no time tricolor.

Marcelo Cirino estava sem clube desde que rescindiu com o Chongqing Lifan, da China. Ele está em recuperação de cirurgia no joelho e assinou com o Tricolor até 2023. Veloz e versátil, pode jogar como extremo e também como centroavante. Já o argentino Eugenio Isnaldo, de 27 anos, estava no Defensa Y Justicia. Ele costuma atuar na ponta esquerda e assinou com o Bahia até o fim da temporada.

Com a dupla, o técnico Diego Dabove ganha mais opções para implementar o seu estilo de jogo, geralmente com dois jogadores de velocidade pelos lados de campo. Ao longo da temporada, apenas Rossi é titular absoluto na função.

Óscar Ruiz e Maycon Douglas foram contratados nesta temporada e atuaram no setor, mas não engrenaram até aqui. Outras opções usadas ao longo do ano foram os jovens Ronaldo e Raí, com passagem pelo time sub-23 e pouca rodagem no elenco profissional.

Também é possível que Cirino e Isnaldo sejam os últimos reforços contratados pelo Bahia na temporada. Em agosto, durante apresentação do técnico Diego Dabove, o presidente Guilherme Bellintani disse que buscava mais uma ou duas peças para o elenco. A projeção também é de aproveitar mais jogadores do time sub-23.

– Importante, a gente fala muito de reforço e concordo que precisa. Anunciamos o Luizão e traremos pelo menos mais um, talvez dois. Analisando com a comissão que acaba de chegar, com o departamento de análise. Mas reforço não é a única maneira de resolver problemas. Não basta contratar e não elevar a qualidade do que temos e não olhar para o sub-23 – disse.

Os novos reforços do Bahia ainda não foram registrados no Boletim Informativo Diário da CBF e não têm prazo para estreia. No caso de Marcelo Cirino, será necessário um período maior de espera, já que ele se recupera de cirurgia. Com opções já conhecidas pelo torcedor, o Bahia encara o Santos no próximo sábado, na Vila Belmiro, às 21h. Com 21 pontos, o Tricolor ocupa a 16ª posição. Globoesporte