Instagram

Os dois partidos que estão na briga pela vice do prefeito Bruno Reis (União) em Salvador, o Republicanos e o PDT, costuram candidaturas próprias e até alianças politicamente contrárias ao grupo político liderado por ACM Neto (União) no Estado. Isso acontece, inclusive, entre os maiores municípios da Bahia, que são prioridade para ex-gestor, que já mira 2026.

Os dois partidos já concluíram ou estão em fase final de negociações para apoiar o União Brasil em Feira de Santana, Vitória da Conquista, Camaçari e Juazeiro, os quatro maiores colégios eleitorais do interior baiano. Nas três primeiras cidades, o partido liderado por ACM Neto tem como postulantes, respectivamente, o ex-prefeito José Ronaldo, a prefeita Sheila Lemos e o vereador Flávio Matos. Em Juazeiro, o União Brasil apoia a reeleição da gestora Suzana Ramos (PSDB).

A situação começa a mudar em Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador. Vencer no maior município do Estado governado pelo PT – por meio da prefeita Moema Gramacho – é tarefa considerada estratégia para os planos futuros de ACM Neto, tanto que ele esteve recentemente no lançamento da pré-candidatura da vereadora Débora Régis, a quem fez questão de filiar ao União Brasil – a edil era do PDT.

Apesar disso, nem o Republicanos e nem o PDT fecharam com o União Brasil. O partido da Igreja Universal do Reino de Deus, inclusive, indicou a vereadora Naide Brito, até pouco tempo atrás petista, como vice do candidato do PT, Antônio Rosalvo, escolhido por Moema.

Já o PDT ficará neutro na disputa por conta da decisão de Débora Régis de deixar a sigla para se filiar ao União Brasil. Apesar disso, algumas lideranças pedetistas, a exemplo do deputado federal Leo Prates, aliado do empresário Teobaldo Costa (União), estão com a candidata de ACM Neto.

Em Itabuna, o União Brasil tem como candidato o ex-prefeito Capitão Azevedo. Mas o Republicanos vai apoiar a reeleição do atual gestor, Augusto Castro (PSD), postulante que ganhou o apoio do PT. O PDT, por sua vez, aposta na candidatura própria: lançou Dr. Isaac Nery. A divisão da oposição favorece o atual prefeito, aliado do governador Jerônimo Rodrigues (PT).

Em Ilhéus, o cenário é semelhante. O Republicanos ficou ao lado do candidato indicado pelo prefeito Marão (PSD), o ex-secretário Bento Lima (PSD), enquanto o PDT lançou como postulante o vereador Augustão, que era do PT antes do prazo das filiações. Lá, o União Brasil aposta no empresário Valderico Júnior.

Em Barreiras, o Republicanos declarou apoio à candidatura de Danilo Henrique (PP), que busca o diálogo com Jerônimo, enquanto o PDT deve apoiar o postulante escolhido pelo prefeito Zito Barbos (União), o vereador Otoniel Teixeira (União).

Há outras divergências em cidades importantes. Em Alagoinhas, por exemplo, o Republicanos declarou apoio à candidatura de Gustavo Carmo (PSD), aliado de Jerônimo e do prefeito Joaquin Neto (PSD). A sigla que é presidida na Bahia pelo deputado federal Márcio Marinho também estará contra ACM Neto em municípios como Eunápolis e Teixeira de Freitas. Política Livre