A Caixa Econômica revelou os valores do contrato de publicidade firmado entre o Governo Federal e o cantor Gusttavo Lima para participação na campanha da Mega Sena da Virada em 2020. O contrato foi liberado após solicitação da Fiquem Sabendo, agência de dados especializada no acesso a informações públicas, que solicitou o documento via Lei de Acesso à Informação. No contrato, a empresa de Gusttavo Lima, Balada Eventos, cobra o valor de R$1,1 milhão, que deveria ser pago 30 dias após a última diária do cantor. O contrato ainda exigia ressarcimento dos impostos pagos pelo Governo Federal, como Pis, Cofis, CSLL e Imposto de Renda, que, somados, custam R$9,45 do valor total do contrato. O contrato ainda previa multa de 2% em caso de atraso de 15 dias e mais 1% de juros mensais. A divulgação dos valores encerra uma demanda feita em 2020 pela Agência especializada. Todas as solicitações, até agora, eram negadas sob alegação de sigilo de informação pessoal, segredo industrial, dentre outros.