ssp

O Comandante-Geral da Polícia Militar da Bahia (PM-BA), Coronel Coutinho, afirmou ao bahia.ba que a instituição foi convocada formalmente para tratar sobre a segurança em um possível BA-VI de torcida mista no Estádio Manoel Barradas (Barradão) na primeira temporada do Campeonato Baiano 2024. Para o bahia.ba, o coronel alega que discussões sobre o tema são contínuas, mas ressalta que não houve um ‘chamamento concreto’ da PM sobre o assunto.

“Nós não fomos convocados formalmente sobre isso. As conversas e reuniões são contínuas. O mais importante é que nós estaremos prontos sempre quando chamadas para o cumprimento de qualquer missão”, disse o militar.

O presidente do Esporte Clube Vitória (ECV), Fábio Motta, afirmou à imprensa ser a favor da torcida mista, suspensa desde 2017, durante o Baianão. De acordo com o dirigente, a falta da torcida mista é ‘ruim’ para o futebol da Bahia. Segundo o Comandante-Geral, a PM destaca que a corporação irá cumprir o que for determinado “pela autoridade maior”.

“A Polícia Militar é uma instituição que garante a lei e a ordem e cumpre o que for determinado pela autoridade maior. Nesse fato, especificamente, carece, inclusive, de entendimento de várias partes. E nós passamos a ser simplesmente um componente desse processo”, afirma.

“Se nós damos segurança a todo estado, como nós não vamos dar segurança em determinados locais. Agora, depende deste entendimento, do Ministério Público, do Judiciário, Estado e secretarias de Estado. Como cidadão brasileiro, eu entendo que o futebol tem que ser uma prática pacifista [e que tenha] um nível de conscientização de que essas pessoas que agridem não devem participar”, complementa. Bahia.Ba