Senado Federal

O presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), Bruno Dantas, tem uma vantagem importante no governo Luiz Inácio Lula da Siva (PT) na corrida por uma vaga no Supremo Tribunal Federal (STF). Seu nome é o favorito da ala do governo da Bahia, tanto entre ministros quanto para parlamentares da base aliada.

No lançamento de um livro de Bruno Dantas na biblioteca do Senado na última terça-feira (29), ele contou com as presenças do ministro da Casa Civil Rui Costa, ex-governador da Bahia, do senador da Bahia Jaques Wagner, líder do governo no Senado, e do também senador pelo estado, Otto Alencar (PSD).

Bruno Dantas é baiano e soteropolitano. Além de pessoas ligadas a seu estado, conforme a coluna de Guilherme Amado, do Metrópoles, havia outros nomes de peso no evento, como Rodrigo Pacheco, presidente do Senado, José Múcio, ministro da Defesa e ex-presidente do TCU, Ricardo Lewandowski, ex-ministro do STF, entre outros.

Jorge Messias, ministro da Advocacia-Geral da União (AGU), é citado hoje como favorito para substituir a ministra Rosa Weber, que se aposenta em outubro, pelo entorno mais próximo de Lula.

O ministro do TCU Bruno Dantas é o nome favorito da classe política e de alguns integrantes da cúpula do Judiciário, no entanto. O ministro do STF Gilmar Mendes e o senador alagoano Renan Calheiros, ambos também presentes no eventos, são os principais padrinhos de Dantas. Bahia.Ba