A população de Santo Antônio de Jesus (SAJ) ficou surpresa com os dados divulgados pelo Atlas da Violência, nesta terça-feira (18), que a classificam como a cidade mais violenta do Brasil. Entre os 103 mil moradores do município, segundo o Censo 2022, passa longe a sensação de insegurança gerada pelo índice de 94,1 homicídios a cada mil habitantes, divulgado pela publicação do Ipea.

Para que a população não se contamine com o noticiário da mídia quando SAJ se prepara para promover o melhor São João da Bahia, o prefeito Genival Deolino rebate: “Em vez deste questionável e exagerado número de mortes violentas, que já procuramos saber do Ipea de onde saiu, a informação que temos da Polícia Militar da Bahia é de que houve uma queda de 69,3% na quantidade de homicídios em nossa cidade no comparativo entre 2022 e 2023”.

A afirmação do gestor municipal se baseia no registro de mortes violentas realizado na região pelo 14º Batalhão da Polícia Militar. De acordo com o tenente-coronel Amilton, comandante da PM, em 2023 ocorreram 23 homicídios em Santo Antônio de Jesus, número bem inferior ao divulgado pelo Atlas da Violência. Para o prefeito Genival, a disparidade pode ser decorrente da base de dados usada pelo Ipea para realizar o levantamento, que é o Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM), do SUS.

“Temos sediado em nossa cidade o hospital regional, que atende, além de Santo Antônio de Jesus, a pacientes de mais 32 cidades”, diz Genival. Segundo ele, as vítimas da violência de outras localidades são socorridas no hospital de SAJ, onde acabam indo a óbito. “Certamente essas mortes estão sendo contabilizadas pelo Ipea como de nosso município, quando os atos criminosos são praticados longe daqui”, comenta.

Embora a segurança pública não seja responsabilidade municipal, o prefeito Genival destaca que a sua gestão desenvolve ações de prevenção à violência e criminalidade. “Além do apoio às forças policiais, investimos na educação, cultura, esportes e na geração de emprego e renda para que a juventude de nossa cidade siga o caminho do bem”.