Vagner Souza/ BNews

Pré-candidato à reeleição no Senado pela Bahia, Otto Alencar (PSD) voltou a alfinetar a estratégia eleitoral do pré-candidato ao governo do Estado da Bahia, ACM Neto (União Brasil), que ainda não declarou apoio a nenhum candidato à presidência e não pretende dar espaço a ninguém em seus palanques. Em entrevista à Rádio Metrópole nesta segunda-feira (18), Otto afirmou que a estratégia do principal opositor de sua chapa no Estado é quase impossível. “A eleição estadual é contextualizada com a eleição nacional. Uma está ligada a outra. E o eleitor faz essa associação. Nosso grupo tem um projeto, representado por Lula e por Jerônimo Rodrigues”, sugeriu Otto. Senador em final de mandato em Brasília, Otto completou o seu raciocínio declarando que “no final da eleição, o eleitor não quer nem mais saber do partido. Quer saber do número. Fica repetindo 13, 13, 13… A eleição é contextualizada. Não existe isso de dessassociar”, disse. BNews