Bruno Spada/Câmara dos Deputados

O deputado federal Marco Feliciano (PL/SP) disse neste último domingo (7) que a esquerda é um “demônio” e que o socialismo é um “câncer”. As declarações do parlamentar, que também é pastor, foram feitas durante palestra sobre “liberdade religiosa” na Conferência Anual de Ação Política Conservadora (Cpac), realizada em Balneário Camboriú (SC).

“A esquerda é um demônio, o socialismo é um câncer. Tudo que eles tocam apodrece. Tocaram nos evangélicos e colocaram lá em Brasília um pastor que o Nikolas colocou o apelido de pastor da Shopee, acharam um pastor que apoia o aborto. Tudo que eles tocam apodrece”, disse. “Nós precisamos retomar, em nome de Jesus Cristo, o poder desta nação”, complementou Feliciano.

O parlamentar e pastor também dirigiu seus comentários a mulheres que não se identificam com o conservadorismo e diz que, no momento do enfrentramento, lançam mão de “mi, mi, mi”. “Tocaram nas mulheres e as mulheres que eram mulheres de fato agora ficaram piores do que qualquer coisa que se possa imaginar porque vão para um enfrentamento conosco e toda vez que vamos discutir usam de mi, mi, mi”, declarou.