© Marcelo Camargo/Agência Brasil

Sete em cada dez pessoas com diabetes só descobrem que têm a doença após desenvolverem complicações, como dificuldade de cicatrização, segundo o Atlas da Diabetes da Federação Internacional de Diabetes (IDF, na sigla em inglês).

➡️ Uma das enfermidades mais comuns, a diabetes lidera as buscas na internet: nos últimos 12 meses, foi a doença mais pesquisada no Google no Brasil em uma lista de 766, segundo dados do Google Trends.

🚨 Alerta: Por ser silenciosa, é frequente o diagnóstico tardio. No Brasil, pelo menos 16 milhões de pessoas vivem com diabetes, mas a estimativa é que boa parte delas ainda não saiba disso.

📈 Aumento: Para os próximos anos, a projeção é que o país tenha 19,2 milhões de pessoas com diabetes até 2030 e chegue a 23,2 milhões em 2045.

👉 Ter o diagnóstico o quanto antes é fundamental para adotar uma mudança no estilo de vida e, assim, evitar uma série de problemas, que podem afetar olhos, rins, circulação sanguínea e até o sistema nervosoAbaixo, veja quais são os sinais de diabetes e fique atento.

O que é diabetes

Diabetes é uma doença crônica (que não tem cura e não se resolve em um curto período), que resulta do aumento da glicose (açúcar) no sangue.

🔬 Quando a glicemia (concentração de glicose) está alta, a capacidade do corpo de eliminar os radicais livres (moléculas liberadas pelo organismo que podem causar morte celular) é reduzida, o que compromete o metabolismo de diversas células.

🩸 Por essa razão, pessoas com diabetes podem sofrer com dificuldade de cicatrização, já que as células responsáveis por esse processo são afetadas pelos radicais livres e não conseguem atuar como deveriam. Além disso, a má circulação sanguínea também prejudica a cicatrização.

Existem quatro tipos principais da doença: pré-diabetes — que acontece quando o nível de glicose está alto, mas ainda é anterior ao quadro de diabetes —, diabetes tipo 1diabetes tipo 2 e diabetes gestacional.

Sinais de alerta da diabetes

Muitas vezes, os sintomas de diabetes passam despercebidos. São alguns deles:

  • perda de peso acentuada;
  • vontade de ir ao banheiro repetidamente durante a noite e urina volumosa (muita urina);
  • sede exagerada; e
  • visão turva.

Esses sinais aparecem na fase da pré-diabetes, quando o nível da glicose no sangue já é preocupante, mas ainda não configura diabetes.

➡️ Segundo Melanie Rodacki, que é vice-presidente do Departamento de Diabetes Mellitus da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), o ideal é receber o diagnóstico nessa fase, quando é possível tentar evitar as complicações e um diagnóstico definitivo de diabetes.