O secretário de Saúde Dr. Leandro Lobo foi o entrevistado desta terça-feira (11), no ‘Direto da Redação’ do Portal Infosaj/TV Recôncavo.  E ao iniciar a entrevista, falou que os boletins epidemiológicos estão mais enriquecidos já que agora traz os números de casos de covid-19 por bairro. Disse que que o novo coronavírus não pode ser encarado com preconceito. O secretário não deixou de falar sobre os recuperados pelo vírus e que são poucos agora os casos ativos. Dr. Leandro disse que o centro de Santo Antônio de Jesus há muitas aglomerações e que a saúde não é inimiga da economia, ou vice versa. E fez um pedido, que as pessoas deixem para ir no centro da cidade só em casos de necessidade. Acredita que a pandemia vai passar e que é preciso faze r mais teste da covid-19. O secretário falou que tem alguns bairros que estão respeitando as questões de distanciamento, isolamento e uso de máscara. Perguntado como está sendo feito o trabalho da Secretaria de Municipal no combate a outras doenças, Dr. Leandro disse que o trabalho não para e lembrou da atenção básica no município. Ele diz que as Unidades de Saúde estavam em condições precárias e hoje elas contam com uma nova estrutura. Aproveitou para falar sobre a UPA que já conta com mais de dois mil atendimentos. Disse que é um equipamento importante para Santo Antônio de Jesus que tem uma população com 100 mil habitantes. É uma unidade com um padrão diferenciado que foi até elogiado pelo Ministério da Saúde.

Veja o ‘Direto da Redação’ desta terça-feira (11); como convidado, recebemos o secretário de Saúde Dr. Leandro Lobo

Posted by Infosaj Tvrecôncavo on Tuesday, August 11, 2020

Disse que a UPA conta com três médicos por dia, vários profissionais de saúde e equipamentos novos, além de uma grande estrutura. Outro assunto importante foi com relação aos critérios adotados para o comércio e seu funcionamento em meio a pandemia. O secretário disse que o trabalho é responsável por Santo Antônio de Jesus e pelos comerciantes, não importa se seja do varejista ao atacadista. Que as ações são tomadas de forma democrática e que teve o apoio do comércio. Dr. Leandro diz que as críticas são naturais e bem vindas. Que o papel da Secretaria de Saúde é guardar a saúde da população. Como médico e secretário de Saúde, Dr. Leandro Lobo opinou sobre a entrega de kits com medicamentos adotados por diversas cidades na Bahia para a covid-19. O secretário pede cautela e afirmou que é preciso aguardar os protocolos. Que o kit não é a salvação e que não faria isso no município. Fez críticas aos médicos que dizem fazer atendimento e que até já curou pacientes. Aproveitou para falar sobre a vacina da Rússia e que o Brasil é uma grande potência. Lembrou das faculdades e torce para que a vacina chegue logo. Também falou sobre o prefeito Rogério Andrade que pegou covid-19. O secretário tem muita aproximação com o gestor e afirmou que o prefeito já está com energia para trabalhar. Por fim, falou da sua esperança para que as coisas voltem a normalidade, mas alertou que ainda não existe uma data certa e pediu consciência da população em meio a pandemia.